Buscar
  • Nina Russo

Saúde na gestação

É inevitável pensar no corpo quando a gente está gravida.


Por mais que muitas pessoas dizem " não se importar" com as mudanças, isso não é verdade.


Eu como qualquer outra mulher já tive vários dramas com o espelho, nunca cheguei a ser gorda, mas já estive insatisfeita inúmeras vezes com o meu corpo, normal, eu sou humana .


Sou super pequena, tenho 1,58 e meu peso máximo foi 59Kg, sempre falei que só aceitaria ver o 60Kg na balança quando estivesse gravida, então toda vez que chegava no meu peso maximo (59 Kg) eu entendia que estava na hora de dar uma segurada e mudar de hábitos.



Cresci em uma casa um pouco sem regras, na verdade, totalmente sem regras, até hoje, meus pais tomam café da manhã no jantar, e não é qualquer café da manhã, é digino de um café colonial do sul ( pra quem não sabe, sou gaucha e nasci em Porto Alegre), lá os cafés coloniais são muito famosos, um verdadeiro banquete.


Na casa dos meus pais é assim, café da manhã reforçado, almoço e café da manhã de novo, então eu tive péssimos hábitos alimentares desde pequena, e tive que mudar isso depois de grande.


Aos 18 anos mais ou menos fui buscar informação e comecei a frequentar nutricionista, comecei a entender sobre os legumes, vegetais e sobre o funcionamento deles no meu corpo, acreditei ou não, naquela época, eu nunca tinha comido couve, não conhecia aspargos e tantas outras coisas, vocês podem até achar engraçado, mas na época entrei em pânico !


Época de colégio tomava leite com chocolate, e provavelmente pão com presunto e queijo, quando eu comia, na faculdade não era diferente, saia de casa as 5:30 da manhã em jejum e depois comia qualquer coisa no intervalo.


Quando comecei a me alimentar direito era de fato um sacrifício, acordar e tomar suco verde, comer mamão com aveia, comer ovo mexido, credoo !! (era assim que eu pensava).


Aos poucos fui me habituando, e eu comecei a ser o E.T da casa, sempre comendo diferente de todos, e sempre com receitas diferentonas e coisas novas que nem eles conheciam, sem duvidas o que mais aprendi nesses 10 anos de alimentação saudável foi : saber fazer escolhas !


No começo eu super seguia "dieta", mas no fundo eu estava me reeducando, parece clichê falar isso, mas é verdade, reeducação alimentar é a chave do sucesso !


Depois que aprendi a comer direito, sempre busquei opções mais saudáveis, mas é obvio que quando eu queria eu comia um hamburguer, comia pizza, doces e afins, mas tudo com esquilibrio.


Agora que já pincelamos esse assunto posso falar da saúde na gravidez.


Engraçado como a palavra gravida é associada a LIBERDADE GESTACIONAL, as frases que mais ouvi foram " você tá gravida, tem comer o que tem vontade", " come o que quiser, na amamentação você vai perder tudo em um piscar de olhos", "agora que você está gravida tem que comer por dois", e tantas outras frases que eu não acho a menor necessidade em falar para quem está gravida.


Confesso que quando escutava isso eu pensava comigo mesma " meu Deus vou virar uma bola".


Logo nas primeiras consultas, lembro que a minha médica me orientou " uma gravida saudável deve engordar uma média de 1 Kg, 1 Kg e pouco por mês, somando ai uns 12 Kg é um peso saudável ! lembre-se que você vai engordar, isso é inevitável, mas você tem que engordar com saúde", e teve um dia que entrando na consulta, tinha uma gravida saindo, logo quando eu entrei a minha médica disse " tá vendo aquela moça que saiu daqui agora? ela engordou quase 20kg e está no sétimo mês, não faça como ela".


Obviamente que eu já tinha minhas paranoias pessoais, e eu não queria ficar enorme, então o que eu fiz foi seguir minha vida, continuar comendo o que eu estava acostumada a comer, nem mais, nem mesmo, mas o suficiente para me sentir bem, comia doces quando estava afim, comia minhas besteirinhas, mas de uma maneira geral mantive minha alimentação.


Acredito que tudo está na nossa cabeça, eu nunca tive o pensamento de "uhul, agora tá tudo liberado, vou comer até não aguentar mais", mas sim o pensamento de " preciso comer saudável, ter nutrientes suficientes para fazer o meu nenem crescer bem e não passar vontades", e assim foi.


Hoje em dia estou no sétimo mês e engordei 6 Kg, minha gravidez está ótima e espero que assim siga até o final!


Vou escrever aqui uns exemplos do que eu como, lembrando que não é regra, que cada organismo é um, e que eu, diferente de muitas gravidas não tive aumento de apetite, eu segui igual, também tive muito enjoo, mas não cheguei a vomitar, então o cardápio é mais para dar uma ideia do que eu comia.


Eu basicamente fazia três refeições por dia, não conseguia comer de três em três horas, apesar da orientação médica ser essa, então vou colocar as principais.


CAFÉ DA MANHÃ

Vitamina de açai + ovos mexidos com queijo

ou

Suco verde + crepioca com cottage + uma fruta

ou

Chá gelado + panqueca de banana com geleia

ou

Suco de maça + tapioca com frango desfiado e creme de ricota


SIIIMMM !!!! Pode acreditar, essa ultima, sem duvidas foi a que mais comi, acho que passei uns 2 meses comendo isso todos os dias de manhã, porque acordava com uma fome de leão e vontade de comer isso, e comia, independente da hora, podia ser 7:00 da manhã, eu estava lá, comendo minha tapioca de frango feliz !


ALMOÇO


Arroz, feijão, ovo frito,farofa e pimenta biquinho (O TOP + da minha gestação, foi o que eu mais comi disparado)

ou

Omelete com tomate, queijo e manjericão com abobrinha refogada

ou

Mexidão de Brócolis, tomate, cenoura e frango desfiado

ou

Tapioca de carne desfiada com legumes


JANTAR


Edamame + Kibe de Abobora

ou

Sopa de legumes ou Capeletti

ou

Omelete com legumes


Basicamente era isso que eu comia/ como, como eu moro sozinha, eu nunca comprava mil e uma coisas se não estragava, então eu me virava ali com os meus ingredientes e era isso.


Agora que estou na casa dos meus pais, o cardápio é mais variado, mas também tem mais besteiras na minha frente!


Sempre na minha geladeira tinha maça, uva, mexirica, queijo, chás naturais gelados e cenourinhas, para quando batesse uma vontade de comer, ir lá e pegar.


Se eu puder ajudar você que está gravida e não sabe o que fazer, o que comer, já que a gente começa a ter algumas restrições por conta de doenças que podemos pegar, meu conselho é, não se apavore! continue sendo você, continue comendo suas coisas, e não deixe a ansiedade tomar conta de você, coma normalmente, digo normalmente porque na teoria, todos nós deveríamos ter uma alimentação mais saudável, e não só em períodos de dieta, restrições ou doenças.


Não escute conselhos de pessoas que falam para você "comer por dois", se você fizer isso, você vai engordar muito mais do que precisa, e depois quem vai sofrer com a própria imagem e com a dieta pós parto é você!


Tenha uma gestação saudável, por você e pelo seu bebê.





6 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Instagram Icon

© 2019 por nina russo