Buscar
  • Nina Russo

Rede de apoio


Se você está gravida, muito provavelmente já ouviu falar nesse termo " rede de apoio", mas de fato, você sabe o que significa ?


Muitas vezes rede de apoio é acima de tudo saber ouvir.


Eu escuto muito falar sobre "rede de apoio" depois que o nenem nasce, mas na minha opinião, esse apoio começa na gestação.


Eu ainda estou no meu momento gravida, e tenho certeza que vou precisar de muito apoio quando a Liz chegar ao mundo, mas porque eu digo que o apoio começa na gestação ?


Como eu já comentei, gravidas são como uma montanha russa, cheia de altos e baixos, e cabe a rede de apoio, ouvir, e como o próprio nome já diz, apoiar.


Eu precisei de muito apoio nos meus momentos de fragilidade, eu precisei de colo de amigas, de colo de mãe, e ainda hoje preciso, em cada fase com uma intensidade diferente, e tá tudo bem, como eu sempre digo, não é porque você vai ser mãe, que automaticamente tem que virar a mulher maravilha, pelo contrário, tem que baixar a cabeça e ser humilde para pedir ajuda, para chorar, desabafar, afinal, é um mundo totalmente novo e que por mais que você sonhe em ser mãe, na prática o negócio muda de figura.


Não tenha vergonha de mostrar que você não está bem, de pedir ajuda, de pedir conselho, mas peça de pessoas que você sabe que não vão te julgar, que simplesmente vão te escutar e passar a mão na sua cabeça, porque a ultima coisa que você precisa nesse momento é de critica!


Agora falando sobre rede de apoio pós parto, que acho que ai sim o bicho pega, pode ser que na prática eu tenha muito mais para falar sobre o assunto, mas em teoria, já tenho inúmeros pontos na minha cabeça.


Vamos aos pontos.


- O QUE NÃO FAZER SE QUISER APOIAR UMA RECÉM -MÃE


Como estou chegando no final da gestação as perguntas que eu mais recebo são " você vai me avisar quando nascer para eu ir visitar né ?", " você já viu as lembrancinhas da maternidade ?", enfim, perguntas sobre a chegada do bebê.


Eu já deixei muito claro que as únicas pessoas que vão ver a Liz assim que ela nascer vão ser as pessoas da família, e não é porque sou chata, é porque eu acredito que é tudo novo.


Primeiro que o parto é o nosso primeiro grande trauma de vida, imagina só, você dentro da barriga da sua mãe, de repente chega a hora, você é jogado pro mundo, com pessoas pegando em você, luzes, sensações, banho, som, e tantas outras coisas.


Pro bebê rola uma grande novidade, já que absolutamente tudo é novo e diferente, e pra mãe é igualmente estranho, a partir do momento que o nenem sai, há uma queda hormonal, são coisas novas que você vai ter que aprender para alinhar com a rotina, tem que aprender a amamentar, dependendo do parto vai lidar com um pós cirúrgico, noites mal dormidas até o bebê ter uma rotina, enfim, é tudo novo.


E apoiar nesse caso é simplesmente ter respeito com esse momento, claro que todo mundo quer ver, afinal, são "9 meses" de espera, todo mundo está eufórico e curioso para ver o recém nascido, mas apoiar é também respeitar.


Não seja a pessoa insistente, que vai ficar mandando mensagens perguntando se já pode ir visitar, não fique propondo ficar na casa da puerpéria, mesmTeo que com a melhor das intensões, querendo ajudar, sem dúvidas a futura mamãe vai pedir ajuda se precisar e de quem ela julgar ser melhor.


Existem futuras mamãe que querem a mãe por perto, ou a sogra, ou simplesmente contratar uma babá.


Existem mães que querem festa,que querem fotos e muitas visitar no hospital, e outras que vão querer esperar para ver gente, isso é muito individual, e apoiar nesse caso é respeitar a escolha de cada uma, pode ter certeza que tudo será sinalizado.


- APOIAR UMA MÃE É SABER OUVIR


Saber ouvir, observar, entender, e depois, só depois se manifestar.

Apoio é no caso dos papais, não achar que "é o dever da mãe" fazer as coisas, é saber que a responsabilidade é dos dois, é deixar a mamãe descansando entre as mamadas, é fazer um acordo referente as madrugadas, é perguntar como ela está se sentindo, é perguntar o que ela quer comer, é ouvir os papos chatos sem reclamar, é dividir conselhos que ouviu, é estar do lado, apoiando cada momento.


Em relação aos amigos, é quando for visitar, relatar uma experiência, sem impor se aquilo é certo ou errado, é não julgar algo que a mãe está passando, é saber escutar o que os recém papais tem para contar, é ser um facilitador e não uma pessoa que vai para se intrometer.


- UMA REDE DE APOIO PARA CHAMAR DE SUA


Engraçado que quando você vira gravida e consequentemente mãe quando o bebê nasce, acontece o maior auê na sua vida social, isso porque agora, muitos estão curiosos para saber como você está, o que está passando, muitos que você julgava próximos acabam se afastando pela sua condição, enfim, acontece de tudo um pouco.


O que eu acho que você tem que valorizar ? As pessoas que são de verdade!


Recebo muitas mensagens de pessoas que não são próximas querendo me dar conselhos, relatando suas experiências como mães, mas de verdade ? essas pessoas não me conhecem direito, e me sinto meio invadida com alguns comentários, recebo também muitas mensagens como " se precisar estou aqui", mas que no fundo sei que são mensagens da boca pra fora, mas também recebo mensagens maravilhosas de pessoas que realmente estão interessadas em saber como estou e que estão dispostas a me ouvir e dividir coisas de maternidade comigo.


Uma boa rede de apoio é construída diariamente, com amor, cuidado, carinho, respeito e muita compreensão.


Pode ter certeza que esse apoio vai vir, em primeiro lugar da sua familia, e se prepare, as pessoas que você julgava que iriam estar do seu lado sempre, vão simplesmente sumir, porque agora você virou mãe, agora está em um outro momento, então não se atinja !



9 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Instagram Icon

© 2019 por nina russo