Buscar
  • Nina Russo

Mantenha sua personalidade

Acho muito engraçado como a gravidez muda a nossa vida em todos os aspectos, e não é pra menos, é de fato uma senhora mudança, mas não necessariamente porque você virou mãe você tem que deixar de lado o seu estilo.


Já fiz um texto falando sobre estilo na gestação, não é sobre isso que vamos falar hoje, mas sim do estilo nas coisas do nenem.


Vamos lá, vou me explicar melhor...


Esses dias eu estava andando no shopping e vi um pai em "seu mundo cor de rosa", ele estava com uma mochila pink, com desenho de bailarina e ainda a bailarina tinha saia, confesso que achei graça, da mesma forma que quando fui visitar hospitais, vi uma mãe com uma mochila do Toy Story porque fazia "parte" do seu "mundo azul".


HEEELLLLOOOO, gente, quem usa essas coisas são os pais, os PAIS e não precisa mergulhar no mundo infantil, a criança nem sabe o que você está usando ou deixando de usar.


Quando estou em casa, gosto de assistir a novela "Por Amor" que está no vale a pena ver de novo, e na novela a personagem é mãe de menino, e o carrinho é verde por exemplo, o mesmo aconteceu quando o meu irmão foi pai, a ex mulher dele escolheu carinho, bebê conforto e afins em vermelho "porque era menina", e a bolsa e essas outras coisas eram rosa e com a letra M, a inicial da minha sobrinha.


Dando a minha opinião real, se esse for o seu gosto e sua vontade OK, você tem que fazer o que gosta e o que combina com você, mas tem que ter a consciência que bolsa/mochila, sling, carrinho e outras coisinhas, por mais que sejam coisas "do bebê" , você que vai sair desfilando.




Eu tenho um estilo muito neutro, básico mesmo, e até brincam que sou uma mãe "anti rosa", eu gosto de rosa, mas não acho que por ser mãe de menina tenho que mergulhar nesse mood, quem me conhece ou me acompanha, sabe que sou muito de usar preto, branco, cinza, caramelo ( marronzinho ), e jeans OBVIO, cores são bem pontuais na hora de me vestir e quando fui escolhendo esses "acessórios" da Liz, escolhi o que combinava comigo, e acabei optando sim por coisas em cinza e preto, mesmo ela sendo menina.



O que importa nessa fase, na minha opinião é você adequar o nenem ao seu mundo, e isso em qualquer aspecto, tanto nos acessórios, quanto no quartinho, quanto nas roupinhas, enfim, acho que a "personalidade" familiar começa ai.


Não sei se vocês são assim, mas eu percebo que existem dois tipos de pessoas que vão te dar presente, umas que vão perguntar o que você gosta e o que quer para não errar, ou que te conhece bem e vai nesse mesmo estilo, e o outro, pessoas que vão comprar como se fosse para a própria/o filha/o, minha mãe, meu avô por exemplo me deram presentes que imprimem muito o que eles são, roupas bem PINK, com brilho, estampa, lanços, babados, renda e afins, roupinhas com bastante informação, obvio que a Liz vai usar, até mesmo porque se não usar eles iriam ficar chateados, então no início com tanto presente fica meio misturado ali a "personalidade" do nenem.



Ser mãe é viver em constante mudança desde o momento da descoberta para sempre, não acho que exista um momento que você fale " ufaa, agora posso voltar ao que eu era", isso na minha opinião nunca vai acontecer, assim como tudo na vida.


Tudo é fase, tudo é ciclo, algumas mais importantes, marcantes que outras, mas a vida é um constante movimento, se um dia a gente parar de mudar é porque parou de viver.


A gente muda o corpo, o cabelo, gosto musical, estilo de roupa, alimentação, esporte, escola, faculdade, carro, casa, namorado, amiga, a gente muda tudo o tempo todo, e em uma fase tão diferente e nova não poderia ser diferente, mas na minha humilde opinião, mesmo com tantas mudanças, não deixe de ser você, não mergulhe no mundo cor de rosa, azul ou qualquer cor que seja porque está esperando um nenem de um sexo x ou y, simplesmente seja você, do seu jeito, até porque, a gente já sabe que cor não define gênero certo ?

9 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Instagram Icon

© 2019 por nina russo