Buscar
  • Nina Russo

FÉRIAS GESTACIONAL

Vamos lá, pra começar quero dizer que obviamente não tem como generalizar esse tema, na verdade, esse e nenhum outro, já que sempre gosto de dizer e ressaltar que cada gravida é uma.


Antes de estar gravida, acredito que nunca tinha parado para pensar como é estar de fato gravida, não só no quesito mudança de corpo, mas sim no quesito emocional, eu tive muitos períodos ruins, até hoje ainda sinto algumas angustias, mas tudo bem é normal.


Parece feio falar para as pessoas que você não está bem, não está feliz, não está achando mil maravilhas, isso porque ninguém fala.



Quando comecei a me abrir com amigas e conhecidas que já estiveram gravidas que percebi que eu não estava sozinha nessa.


Depois da noticia eu quis sim me afastar das pessoas, pessoas de uma maneira geral, amigos, família, pai da Liz e todo mundo, ainda tenho meu surtos de solidão, de querer que todos me deixem na minha, alguns respeitam, outros nem tanto.


É difícil entender quem está de fora, e até mesmo o pai do seu filho, os avós, e todos que em tese estão próximos, continuam "estando de fora" PORQUE ELES NÃO SÃO VOCÊ!


A nossa cabeça muda, a gente tem medo, tem angustia, tem tristeza, tem felicidade, tem emoção a flor da pele, mas é algo muito difícil de entender e aceitar, quando não se está na pele de quem está passando.


Brinco que toda gravida merecia umas "férias" quando estiver passando por esses momentos, algumas passam um mês, dois, outras passam a gestação inteira, pouco importa, mas na minha opinião, em alguns casos seria melhor ficar de férias mesmo, para poupar a gente de magoar pessoas que nos amam.


Falando de pai do filho agora, eu fiquei apenas CHO-CA-DA com as histórias que eu ouvi sobre como amigas minhas ficaram com os maridos e namorados, e confesso que me senti aliviada por simplesmente não querer estar perto.


Vou dividir agora, uma coisa que tenho certeza que quase ninguém conta, porque realmente é uma situação muito foda querer se afastar do pai do nenem nessa fase.


Histórias horríveis minhas, eu não tenho muito o que contar, simplesmente tivemos brigas, choro, cabeça confusa e afastamento, fim!


Mas história que eu ouvi de conhecidas me fizeram me sentir " uma santa ".


A primeira vez que dividi com uma amiga que eu não queria ficar perto do pai da Liz, que eu não conseguia, tinha vontade de ficar sozinha para entender tudo isso, contei como um desabafo, como alguém que estava pedindo ajuda mesmo, já que no fundo eu não achava nada normal eu estar desse jeito.


Ela rindo me falou " ah, mas você só não quer estar perto ? sorte a dele!" e me contou que, mesmo gravida, montando apartamento e de casamento marcado, mil coisas gostosas de planejar, ela além de não querer olhar na cara dele, trancava ele pra fora do apartamento, já quebrou coisas na parede gritando com ele e quase não casou, pra quem fala que depois do nascimento melhora a relação com o pai/namorado/marido , eu achava também, e ai ela me contou que não, que tinha raiva dele, que não queria que ele encostasse nela, que tinha ciumes quando ele pegava no bebê, e que até os seis meses ou um pouco mais, eles quase separaram e jogaram tudo pro ar, história bad ? obviamente não vou dar detalhes, é só uma pincelada, graças a Deus passaram por isso e estão casados a três anos, lindos e maravihosos.


Mulher infelizmente não consegue controlar esses hormônios todos, e eles só estão juntos, segundo ela, a ENORME paciência que ele teve, ele ignorou cada chilique, ficou quieto quando ela surtava, obviamente tiveram brigas, mas ele sempre colocava na cabeça que era uma fase e que ia passar, em nenhum momento ele botou a culpa nela e desistiu de tudo, afinal, ele sabia que agora, essa era sua família.


Acho legal, que nesse casal, eu ouvi os dois, e dei muita risada com ELE me contando as coisas, porque ele sofreu muito, mas depois demos risada de tudo, GRAVIDAZILAS NÉ?


Ouvi coisas como, "fiz meu marido dormir na sala durante quase nove meses, porque não suportava ele no mesmo espaço que eu", essa para ser sincera é uma história clássica.


Quando a gente está gravida, a gente não consegue encontrar uma posição, a gente sai enfiando travesseiro nas costas, no meio da perna, outro a gente abraça e quase não sobra espaço para outra pessoa na cama, então isso eu me identifiquei, dormir sozinha na gravidez é MARA, e ouvi mais da metade das pessoas me contando que preferiam dormir sozinhas.


"Gritei com ele, fiz as malas dele e literalmente expulsei ele do apartamento".


"Como eu não queria transar, mexi no cel dele, encontrei mensagens suspeitas e quebrei o celular tacando na parede".


"Demos um tempo e eu fui pra a casa da minha mãe".


NOOOOOSSSAAA, MUITAAA COISAAAAAAA!!!!!!


Como eu disse, não podemos generalizar, NUNCA, mas ouvi MUITOS relatos de pessoas que eu conheço que quiseram ficar SOZINHAS como eu, que durantes períodos ou a gestação inteira quiseram o seu espaço, é quase que uma "despedida", já que sabemos que depois de nove meses, para sempre a gente vai ter um serzinho grudado com a gente.


Eu moro sozinha, e por mais que eu não estivesse bem emocionalmente e fisicamente, eu me recusei a ficar com os meus pais, mal atendia o telefone para dar satisfações, e fiz o mesmo com o mundo de uma forma geral.


Eu quis ficar sozinha por mil motivos, entender o porque eu estava gravida foi um deles, e as pessoas a minha volta, achavam a gravidez mágica e eu só queria morrer de pensar nisso.


Não queria falar sobre " qual será o sexo?", não queria ver roupinhas, hospital, pensar em comemorações e nem nada, eu só queria ficar sozinha.


Esse período, pra mim durou uns seis meses, levando em conta que estou no sétimo, faz um mês que me sinto "normal" com a situação.


Louco pensar que isso acontece não é mesmo ? Louco pensar que a gente quer se afastar de quem ama a gente, de quem quer nosso bem e querem estar próximos nesse período.


Se eu pudesse dar um conselho direto para os que estão de fora, esse conselho seria, TENHA PACIÊNCIA, gravida fica louca mesmo, ABSTRAIA, a gente fala e faz muita besteira, e o pior que o outros tem a fazer é nos enfrentar, discutir e tentar amenizar as coisas, na minha opinião, não levar em conta é a melhor coisa.


Já vim para a casa dos meus pais, no momento "gravidazila" e discutindo, chorando e brigando, sai chorando no meio da madrugada de carro até minha casa, inconsequente até, porque eu não estava em condições de dirigir.


A minha grande sorte é que família é família né ? Então eles nem lembram mais dos meus surtos, que bom !


Como eu disse, essa situação não pode ser generalizada, conheço muitos casais que ficaram ainda mais apaixonados, que curtiram JUNTOS cada momentinho da gravidez, que desde o dia um começaram a planejar as coisas, que dividiram as tarefas, que embarcaram nessa doideira JUNTOS, eu acho lindo, e juro que gostaria de ter passado por isso assim, bem e feliz, mas infelizmente, isso não é uma coisa que a gente escolhe, é simplesmente uma coisa que acontece!


Essa é só uma das vertentes emocionais que uma gravida pode passar, por isso gosto de dizer e dividir que a maternidade não é um mar de rosas, não é algo lindo e maravilhoso de se passar, o resultado desse período que é, uma vida, um ser humano, mas o período de gestação é difícil.


Enquanto escrevo esse texto, estou assistindo um programa que está falando sobre a gestação dos mamíferos, e você acredita que uma mamãe elefante leva 22 meses para gerar um bebê ? Se-nhor! Se eu ficasse 22 meses gravidas eu estava ferrada!!!


Acredito que para alguns esse texto pode causar alivio, para outros surpresa, mas a verdade é que cada gestação é única, talvez na próxima eu não passe por nada disso, ou passe de novo, não tem como saber.


O importante é saber que isso é uma fase e tentar SE RESPEITAR, eu poderia dizer "respeitar os outros", mas a gente não consegue, é grito, choro, drama, frases ditas sem pensar e tantas outras coisas que fica difícil "respeitar" os outros, mas se sua vontade é se enfiar no quarto e chorar porque está gravida, faça, se a sua vontade é de ficar sozinha em casa, fique, se a sua vontade é não contar a gravidez para as pessoas até período x ou y, faça !


Só você vai saber a dor e a delicia que é viver esse momento, e fique tranquila, porque felizmente, TUDO PASSA!!







4 visualizações

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Instagram Icon

© 2019 por nina russo